• Palmital, 23 de Julho de 2019.

IAP fecha unidades de conservação do litoral por tempo indeterminado após confirmação de febre amare

As unidades de conservação estaduais do litoral do Paraná ficarão fechada para visitação por tempo indeterminado após a confirmação do primeiro caso de febre amarela no estado desde 2015. A decisão é do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que administra os parques.
No dia 25 de janeiro, quando ainda não existia a confirmação da doença no Paraná, o IAP tinha determinado que os parques ficassem fechados por 15 dias.
Agora, o período foi prolongado até que mais pessoas se vacinem. “Temos que ampliar a vacinação em todo o Estado”, afirmou o diretor do Centro Epidemiológico do Paraná, João Luís Crivellaro.
A recomendação do IAP se estende também a pesquisadores e outros profissionais que frequentam as unidades de conservação e ainda não se vacinaram contra a febre amarela.
Confira as unidades que estarão fechadas:
Parque Estadual do Boguaçu
Parque Estadual Pico Paraná
Parque Estadual Roberto Ribas Lange
Parque Estadual do Palmito
Parque Estadual da Graciosa
Parque Estadual do Pau Oco
Parque Estadual Rio da Onça
Parque Estadual das Lauráceas
APA Guaratuba
APA Guaraqueçaba
AEIT MarumbiO IAP também recomenda o fechamento das unidades municipais, federais e Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).
G1 PR