• Palmital, 10 de Agosto de 2020.

Criança de três anos foi mantida em cárcere privado e teve a vida ameaçada pelo próprio pai

Um menino, de três anos, mantido em cárcere privado por 17 horas pelo próprio pai na casa da família, em Curitiba, foi internado no Hospital Pequeno Príncipe, na tarde de ontem, o pai está preso.
O garoto passou mal e há suspeita de envenenamento.
Na casa da família, de onde o garoto foi retirado após o pai se entregar à polícia, às 4h de ontem, a Polícia Civil disse que foram encontrados e apreendidos um produto diluído em água, seringas e um galão de gasolina.
Segundo a polícia, essa tragédia começou depois de uma briga de casal, no sábado. Quando parentes foram buscar a criança, o homem se exaltou e se trancou com a criança na casa. A mulher, um primo dela, o sogro e outra filha do casal, de 7 anos, conseguiram sair.
O tenente que negociou com o pai para soltar o menino contou que a coisa ficou feia em vários momentos, o homem pegou o menino e apontou uma faca no pescoço e nas costas da criança. Em outro momento, ele pegou um galão com gasolina disse que jogaria sobre o corpo dele e da criança e colocaria fogo.
O homem deve responder pelo crime de cárcere privado qualificado e ameaça, com a pena podendo chegar a 5 anos e seis meses de prisão, em casa ele estava alterado, nervoso e valente, quando chegou na delegacia ele ficou em silêncio segundo a policia.