• Palmital, 04 de Agosto de 2020.

14 municípios do Paraná têm criadouros suficientes para gerar epidemia de dengue, diz secretaria

Catorze municípios do Paraná têm alto potencial para gerar epidemia de dengue por causa da quantidade de criadouros para o mosquito Aedes aegypti, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). 
Foram divulgados nesta terça-feira (3) o boletim epidemiológico semanal da dengue e também o Levantamento Rápido de Índices de Infestação (Lira) nos municípios.
Conforme a secretaria, 222 municípios (55,6%) apresentam índices de infestação do mosquito abaixo de 1%, que é o recomendável pelo Ministério da Saúde. Outros 158 (39,6%) registraram de 1% a 3,9% e são considerados em alerta.
Já 14 cidades (3,5%) apresentaram quantidade de criadouros suficientes para gerar epidemia da doença: Ivatuba: 10% (de cada 100 imóveis, 10 tinham criadouros), Morretes: 8,3%, São Miguel do Iguaçu: 6,6%, Quinta do Sol: 6,1% (está em situação de epidemia), Santa Mariana: 5,1%, Nova Esperança: 4,9%, Munhoz de Mello: 4,6%, Bela Vista do Paraíso: 4,2%, Francisco Beltrão e Nova Prata do Iguaçu: 4,1%, Paranaguá, Itaipulândia, Campo Bonito e Jataizinho: 4%
Segundo a Sesa, oito municípios estão em situação de epidemia: Nova Cantu, Quinta do Sol, Inajá, Santa Isabel do Ivaí, Ângulo, Floraí, Uniflor,Colorado
G1